Home
Conheça os Florais de Bach
Viva Bem
Sabor com Saúde e Qualidade!
Fique por dentro do que acontece

Dicas de Fitoterapia

Cuide do Planeta. É sua responsabilidade também
Recomendações
Leia a mensagem das flores para você!
Astrologia-Marilia Puga
Fale Conosco
Gotas de Luz-Alchimia do Ser

 

Traduções Português/Inglês/Português

Traduções Português/Inglês/Português

Traduções Português/Inglês/Português

 

 

 O objetivo da medicina baseada nas ervas é resgatar ao organismo um perfeito equilíbrio de forma natural, utilizando uma pequena parte da medicina homeopática (que é a terapia que trata  semelhante com semelhante, ou seja, combina os medicamentos com os sintomas) e busca estimular as defesas naturais do corpo. Os fitoterapeutas acreditam que é preciso crer no poder de recuperação do próprio corpo. Muitas vezes fazendo-se um jejum  de um ou dois dias e tomando chás medicinais, doenças leves - que não necessitariam de medicamentos mais agressivos - podem ser curadas.

Você pode utilizar as ervas de diferentes maneiras.

 Como chá -

  • Infusão: quando coloca-se água fervendo sobre a erva medicinal bem picada, em um recipiente, tapa, deixando descansar por alguns minutos. Processo recomendado para folhas e flores. (ex: camomila, espinheira-santa, hortelã, etc)

  • Decocção: quando adiciona-se água fria à erva medicinal, num recipiente com tampa (de preferência de vidro). Leva-se para ferver, deixa-se descansar por alguns minutos e depois filtra-se. Este processo é recomendado para partes do tronco, hastes, cascas, ramos, raízes, sementes e frutos.

- Tinturas -

Este processo consiste em extrair os princípios ativos das ervas, usando-se o álcool etílico, podendo ser de cereais ou de cana. Neste método, podem ser usados dois processos.

  • Maceração: consiste em colocar a erva picadinha no álcool de cereais por 10 a 20 dias, em um recipiente tampado, agitando-se o recipiente diariamente. Após o tempo de maceração indicado, coar a tintura e prensar o resíduo para não desperdiçar nada.
  • Percolação: Neste método (depois de seco) reduza o material a ser utilizada (erva, raiz, folha, flor) a pó, de modo que fique moderadamente grosso. Misture o pó com o álcool de cereais. Caso o material fique apenas umedecido, deixe a solução obtida em maceração por 12 horas. Depois, basta coar o material e filtrar a solução.

 Suco Medicinal -

Neste processo é utilizada a erva fresca com o álcool etílico.

  • Prensagem: se obtém facilmente triturando as ervas com um pilão ou moendo em uma máquina de moer carne. Em seguida, passe a solução por um coador.
  • Mistura: misture uma parte do suco obtido, com uma parte de álcool de cereais a 60º.

- Banhos -

As ervas também podem ser utilizadas em banhos externos (obtém-se ótimos resultados). Para os banhos, ferva as ervas de 20 a 40 minutos. Depois coe e coloque o material em um balde com a água que vai ser usada para o banho.

- Gargarejos -

Para gargarejos prepare um chá (por decocção ou infusão). Faça gargarejos diversas vezes ao dia, tomando o cuidado de não engolir a solução.

- Inalações-

Para fazer inalações, coloque as ervas para ferver. Quando levantar a fervura, aproveite o vapor, aspirando-o por meio de um funil feito de cartolina.

 

ATENÇÃO

  1. Evite usar recipientes de alumínio ou cobre. Dê preferência aos utensílios de louça, esmalte, porcelana ou vidro (devendo estar bem limpos).
  2. Não faça grandes quantidades de chá, somente o que irá utilizar no momento. O chá perde seu valor medicinal um dia após seu preparo, mesmo que conservado na geladeira.
  3. As receitas devem ser usadas por um período de 10 a 15 dias.
  4. Não utilize a mesma planta além de 15 dias. Busque outras com o mesmo efeito e alterne seu uso.
  5. Quando a receita indicar a necessidade de guardar a solução, prefira os frascos escuros, com tampa e de boca larga.
  6. Mantenha a planta sempre longe de poeira, umidade, luz e insetos.
  7. Siga corretamente as dosagens sugeridas, para que o efeito seja eficaz.
  8. Não utilize plantas medicinais durante a gravidez sem a orientação médica.

Fontes: "Guia Natural -o poder de cura das plantas"

 

Tinturas-mãe e suas propriedades

  • Alcachofra - Diminui a quantidade de açúcar na urina, sendo eficaz auxiliar no tratamento da diabetes. Atua sobre os rins e o fígado, ajudando a secreção da bílis. Rica em sais de ferro, fósforo, iodo e silício; e também em vitaminas A, B, e C, a alcachofra é ótima mineralizante, reconstituinte e oxidante. Rica em tanino, é um anti-diarréico.
  • Alecrim - Tônico geral do organismo, estimula a secreção da bílis, da digestão e as funções renais sendo empregado nas inflamações uterinas, irregularidades menstruais, icterícias decorrentes da hepatite, esgotamento físico e mental. Anti-depressivo. Externamente é utilizada como estimulante, calmante das dores reumáticas.
  • Alfafa - Recomendada como reconstituinte. Devido ao seu conteúdo vitamínico, é também recomendada contra o escorbuto (deficiência da vitamina C) e o raquitismo (deficiência das vitaminas D1, D2 e D3).
  • Algodoeiro - Empregado nas disfunções e distúrbios menstruais.
  • Alho - Indicado nas gripes e resfriados. Combate a tosse e tem indicação também nas verminoses intestinais e má digestão. É usado como hipotensor em caso de pressão alta.
  • Arnica - Tem ação interna como anti-inflamatório, contra dores musculares e no tratamento emergencial de choques e contusões. Externamente alivia dores locais de contusões e pancadas. Anti-hemorrágico. Também atua contra artrite e artrose.
  • Barbatimão - Tônico geral do organismo. Empregado contra o escorbuto. Tem indicação em hemorragias uterinas. Anti-diarréico.
  • Bardana - É depurativa, sudorífica e diurética. Atua em afecções gástricas, cardíacas, hepáticas, cálculos biliares e urinários; cólicas nefríticas, prisão de ventre, queda de cabelo, acnes, reumatismo, feridas e pancadas.
  • Berinjela - Utilizada no combate ao colesterol e como auxiliar nos regimes destinados ao emagrecimento.
  • Boldo - Estimulante das funções digestivas. Empregado nas congestões hepáticas e biliares. É eficaz nas asmas e bronquites. Facilita a eliminação da uréia. Indicado para excesso de raiva e ressentimentos.
  • Boldo-do-Chile - Estimulantes das funções digestivas, aumenta a secreção biliar. Diurético e analgésico.
  • Calêndula - Regulador do ciclo menstrual e calmante de seus sintomas dolorosos. Sudorífico. Externamente atua com eficácia em contusões, feridas, queimaduras, frieiras, etc. Tratamento de cancro. Após extração dentária, pode seu usada em forma de bochechos.
  • Camomila - Empregada como calmante e antipasmódica, principalmente em mulheres e crianças. Tônico e estimulante do sistema digestivo. Erva harmonizadora.
  • Cana do Brejo - Diurético, depurativo, sudorífico. Tem aplicação em nefrites, cistites, inflamações da uretra e contra catarros da bexiga. Externamente utilizado em banhos vaginais e no tratamento de úlceras.
  • Capim limão - É diurético, sudorífico e carminativo. Bom remédio contra as afecções das vias urinárias. Acalma espasmos, histerias e outras perturbações nervosas.
  • Carqueja - tem efeito dissolvente, diurético e depurativo. É excitante do organismo em geral. Atua beneficamente em casos de anemia, cálculos biliares, diarréias, enfermidades do baço, da bexiga, do fígado e dos rins, má digestão, má circulação do sangue, icterícias, inflamações das vias urinárias, diabetes, e também contra os vermes intestinais.
  • Cáscara sagrada - Utilizada como laxante em doses menores, sendo um purgativo drástico quando utilizada em doses maiores.
  • Castanha da índia - Hemorróidas, varizes, flebites, afecções do sistema venoso em geral.
  • Catuaba - Tônico do sistema nervoso, combate a neurastenia, a insônia e o desânimo. É estimulante físico e mental. Afrodisíaco.
  • Cavalinha - Diurética e remineralizante. Desempenha importante ação hemostática, sendo anti-hemorrágico empregado em hemoptises, epistaxes, hemorróidas, etc. Uso externo em banhos ou na forma de pomadas contra varizes, ulcerações varicosas, hemorróidas, etc.
  • Centella asiática - Utilizada no combate à celulite e a gordura localizada, ativando a circulação e regularizando as funções intestinais. Auxiliar no tratamento de câimbras e formigamento. O remédio da memória.
  • Chapéu de couro - Depurativo do sangue e anti-séptico das vias urinárias. Empregado em certas moléstias da pele e do fígado, eliminando o ácido úrico. Tem também ação diurética e laxativa. Purificador e transmutador de toda a substância líquida do corpo físico.
  • Chicória - Tônico amargo, estomáquico, depurativo e diurético. Tem largo uso como laxante, principalmente em crianças.
  • Cipó cabeludo - Diurético. Possui grande eficácia no trato das doenças renais e das vias urinárias (cistite, uretrite, etc) promovendo abundante diurese.
  • Dente de leão - Depurativo do sangue, é um bom remédio contra a congestão hepática e a icterícia. É útil nas hidropisias e também contra a acidose (aumento de ácidos no organismo). Auxiliar também nos regimes de emagrecimento.
  • Erva cidreira do Brasil - Calmante, anti-depressivo, empregado nos estados de angústia e ansiedade. Analgésico nas dores do sistema gastrointestinal e cólicas. Carminativo.
  • Erva macaé - Estomáquico e sedativo. Indicado nos distúrbios gastrointestinais, falta de apetite, calmante dos vômitos e cólicas, diarréias e disenterias. Também tem ação benéfica contra as tosses, bronquites e coqueluches. usado em casos de derrame eminente.
  • Erva de São João - Facilita a eliminação de gases, da uréia e dos catarros pulmonares. Auxiliar no tratamento da asma e da coqueluche. Em doses maiores, usa-se contra mordeduras venenosas. Pode-se aplicar em dermatoses e eczemas. Utilizado antes do sono como anti-depressivo.
  • Espinheira Santa - Atua no estômago, combatendo as dispepsias, gastralgias, hiperacidez e ulcerações. Age também no intestino, evitando fermentações e formação de gases. É analgésica, anti-séptica, cicatrizante e tônica. Possui também propriedades diuréticas e laxantes.
  • Eucalipto - Empregado em funções catarrais. Auxiliar no tratamento de asmas e bronquites. Tem indicação nas gripes, corizas e rinites. Combate as febres. Harmonizador em banhos de imersão.
  • Funcho - Estimulante estomacal, carminativo, purgante e galactagogo. Externamente atua como vulnerário e anti-séptico. A raiz tem propriedades diuréticas.
  • Fucus - Obesidade, disfunções da tireóide, bócio, laxante suave.
  • Gengibre - Indicado nos resfriados e rouquidão. Ajuda na eliminação de gases intestinais. Tem ação sobre catarros pulmonares, bronquites e asmas. recomendado nos enjôos.
  • Guaco - Recomendado em tosses rebeldes. Tem ação nos casos de gota e bronquites. Utilizado como diurético e anti-reumático.
  • Guaraná - É um estimulante geral e tônico muscular. Usado como auxiliar nas doenças do estômago e regulador das funções intestinais. Útil também nos estados de fraqueza, depressão e sonolência.
  • Hortelã - Vermífugo, carminativo, estomáquico, aromático e estimulante das funções digestivas. Externamente utilizado em fricções, como analgésico local nas dores reumáticas. Na forma de gargarejos ou inalações, atua como desobstruente das vias respiratórias superiores. Também tem uso como dentifrício.
  • Ipê roxo - estimulante do sistema imunológico e da circulação sanguínea. Tem aplicação nos casos de anemia e gastrite. Auxiliar nos tratamentos de câncer e AIDS.
  • Limão - Internamente é refrescante e anti-séptico. Utilizado nas gripes, febres, empregado contra escorbuto, gota e reumatismo articular crônico. Anti-alcalino. Também eficaz nas inflamações bucais, da garganta, contusões e ferimentos.
  • Maracujá - Sedativo, diurético, calmante, provoca sono natural, sem depressão.
  • Marapuama - Tônico nervino, afrodisíaco, esgotamento físico e mental, inapetência, má digestão e cólicas menstruais.
  • Mil em rama - Regulador do ciclo menstrual. estimulante da circulação sanguínea. Atua contra varizes e hemorróidas.
  • Mulungu - Calmante, insônia, estados de excitabilidade do sistema nervoso, dores reumáticas e neuralgias.
  • Panacéia - Poderoso depurativo do sangue, atua com excelentes resultados contra sífilis, blenorragia, reumatismo e moléstias da pele em geral. poderoso diurético tem atuação contra a obesidade, moléstias de útero, da bexiga e da uretra.
  • Parietária - Diurético, ótimo para cistites, uretrites, inflamações do aparelho urinário, cálculos renais e da vesícula.
  • Pata de vaca - Utilizada como anti-diabética. Diurética.
  • Pedra ume kaá - Auxilia no tratamento da diabetes, diurético, ácido úrico.
  • Picão - É útil contra a leucorréia, a diabetes e as inflamações da garganta. Age também como desobstruente do fígado.
  • Quebra pedra - Ampla e popularmente utilizado como dissolvente de cálculos renais e biliares, contra afecções renais e hidropisias. tem efeito benéfico no tratamento da diabetes, combatendo a glicosúria. Tônico do sistema gastrointestinal, favorece a eliminação de gases. Purgante diurético.
  • Quina peru - Tônico poderoso, reconstituinte, estomáquico, febrífugo. Utilizado no combate à anemia, raquitismo, convalescença de doenças graves ou estados pós operatórios. Externamente, em banhos como tônico capilar.
  • Romã - Indicada nos casos de amidalite, febres inflamatórias, tosses, gripes e resfriados.
  • Sabugueiro - Sudorífico, diurético, galactagogo, emoliente, internamente utilizado nos resfriados e nas gripes como febrífugo; no combate ao catarro pulmonar e das vias respiratórias. Hipotensor. Externamente utilizado em inalações, gargarejos, contra queimaduras e  reumatismo.
  • Saião - Internamente tem ação anti-inflamatória, sendo utilizado contra a tuberculose pulmonar. Externamente, na forma de compressas e pomadas, tem ação contra aftas, calos, erisipelas, feridas, frieiras, picadas de insetos, queimaduras, tumores, úlceras e verrugas.
  • Sene - Prisão de ventre, gases intestinais e acidez estomacal.
  • Sete sangrias - Depurativa do sangue, doenças venéreas, febres, reumatismo, colesterol.
  • Tanchagem - É uma planta aconselhada nos casos de ardor do estômago, afecções das vias respiratórias, diarréia, disenteria e paroditite.
  •  Tolmilho - Anti-séptico, anti-espasmódico, anti-microbiano, vulnerário, fungicida, bactericida e vermífugo.Empregado em bronquites catarrais, tosses, dores e infecções intestinais. Estimulante da circulação sanguínea. Tido como afrodisíaco.
  • Umbaúba - Indicado nos casos de asma, bronquite, coqueluche e tosses. Atua combatendo as diarréias e disenterias. Aumenta a energia contráctil do músculo cardíaco.
  • Urucum - Contra anemia, má circulação e impurezas do sangue, hematomas, hemorróidas, flebite.
  • Uva ursina - Diurética e anti-séptica das vias urinárias, tem aplicação em cistites, uretrites, catarros vesicais e hipertrofia da próstata.
  • Valeriana - Tônico nervino. Combate a insônia. Calmante para os estados de excitabilidade do sistema nervoso. Dores de cabeça. Muito usado em tratamento de mulheres com TPM. Contra-indicado para grávidas.

 

 

 

Martha Reis 2008  -  2014